22/10/2010 - ABAIXO ASSINADO - REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO!
MANIFESTO EM FAVOR DA APROVAÇÃO DO

PLC 138/2010

 


O PLC 138/2010, que Regulamenta a Profissão de Pesquisador de Mercado, Opinião e Mídia é necessário!


A Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia é uma atividade essencialmente multidisciplinar, em cujo exercício convergem os conhecimentos de várias ciências e formações profissionais, sem reserva de mercados a nenhuma delas.
Ao contrário, é preciso que a atividade de Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia seja reconhecida como atividade legal de profissionais de formações diferentes. A multiplicidade de interesses e a especialização em técnicas e processos de execução de pesquisas são requisitos mais importantes do que uma formação acadêmica excludente das demais.


A multidisciplinaridade que o PLC   procura reconhecer é essencial ao desenvolvimento da nossa profissão e
não excluii nem os estatísticos, nem os economistas, nem os especialistas em opinião pública, nem os psicólogos, nem os publicitários, nem os sociólogos, nem os engenheiros, nem os administradores de empresas. Ao contrário, afirmamos energicamente que a inclusão de todos esses profissionais é necessária na nossa profissão e que esta deve continuar sendo uma atividade respeitada, autônoma e multidisciplinar, como já era desde muito antes de existirem cursos especializados ou faculdades de Estatística, de Psicologia, de Relações Públicas, de Administradores de Empresas, etc.


Ademais, é preciso atentar para o fato de que a Pesquisa de Mercado, Opinião e Mídia é exercida por profissionais de níveis diversos de educação formal. São também profissionais do ramo os entrevistadores no Brasil todo, cuja atividade não é reconhecida e não requer formação superior. Também o são os profissionais de processamento de dados, os moderadores de grupos de discussão, os recrutadores de entrevistados, os verificadores, etc.


Todos devem estar sujeitos a um mesmo conjunto de normas éticas gerais que visem a incrementar a fé pública na pesquisa, a qualidade dos dados obtidos, a proteção do anonimato dos entrevistados, a fidelidade ao interesse dos clientes - e eles merecem a proteção legal - que estamos reivindicando em nome de milhares de profissionais do Brasil todo.


É em nome deles que pedimos o empenho dos senhores Senadores no sentido de uma aprovação rápida e sem alterações do projeto já aprovado na Câmara dos Deputados.

 

 

Assine este manifesto (clique aqui), junte-se a nós!!!